quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Feliz Natal!




Sejamos sinceros. Afinal, Natal no Brasil é assim: verão intenso! 

Feliz Natal, chiquititos!





segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

P A R A B É N S !

Primeiro, a nossa queridíssima Maria Antonieta de las Nievas, mais conhecida como Chiquinha - Chilindrina. A atriz completa hoje 64 anos. 

Desejamos um "felicicícímo" aniversário a esta figurinha. Te queremos demasiadooo! Eres chingona! Eso eso eso <3





Segundo, para nós! Chegamos a 26 mil visitas: EBAAAAAAAAAAAA =D gracias seus lindos! 

Sugiro que deixem comentários com as impressões, sugestões, dúvidas ou que quiserem falar rs

Bom, por hoje é só. Nos vemos logo mais: talvez não no mesmo horário mas, com certeza neste mesmo canal ;)


Kamilicha del 8!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

FLORBELA ESPANCA - "A Hora que Passa"



FAVERO, Kamila, M.. Crítica teatral do monólogo Florbela Espanca - A Hora que Passa. Maringá: Universidade Estadual de Maringá. Out, 2014. (Feedback à atriz)


            Baseada na vida e obra da poetisa portuguesa Florbela Espanca (08/12/1894 – 08/12/1930), a atriz Lorenna Mesquita desenvolveu o estudo que deu origem ao monólogo “A hora que Passa” que esteve em cartaz no Teatro da Livraria da Vila em São Paulo (SP) até o último domingo (26) de outubro deste ano. A estreia do mesmo deu-se em Portugal, na cidade natal da poeta e agora retorna para outra temporada no país.

            “A hora que Passa” também é o título de um dos poemas de Florbela. É válido dizer que toda a dramaturgia foi construída com palavras da própria poetisa: O texto é uma espécie de colcha de retalhos, da união de cartas, trechos de seu diário e poemas. Esse, que nos posiciona dentro de um mundo de insatisfações, solidão e até de certa bipolaridade. Mas, sempre em um âmbito íntimo, introspectivo e extremamente sentimental. Não há rastros políticos em suas obras.

“O que teria passado na cabeça de Florbela Espanca pouco antes de morrer?” (A poetisa tomou uma alta dose de remédio para dormir) foi uma das questões do debate posterior, sendo esta também a justificativa do monólogo: a personagem (real) em seu quarto, em sua última hora de vida.      

Existem muitas controvérsias, propositais, no discurso, pois essa mescla representa as diversas sensações em distintos momentos de uma vida. Em certos momentos vê-se independência, isto é, uma pessoa com caráter marcante e decisivo, corajoso para sua época mas, que em outros se põe frágil e plenamente instável. É a ânsia de amar em confronto com o desejo da morte, uma morte precoce.

            A atriz traz esse ambiente para a cena de forma plausível e tira o público de um estado de conforto. Há momentos nos quais se sente uma pressão por parte da personagem, quando em verdade os questionamentos feitos são desta para si própria. Isso aponta que se consegue um envolvimento do todo com esse particular - apesar dos diversos termos formais e as metáforas presentes - ou ainda, pode-se apontar o inverso: do particular para o todo, no qual há uma identificação do público com o lamento individual.

Um discurso forte, iluminação intimista, ações mais internas, pouco acompanhamento musical e pobreza de elementos cênicos. Levantamos alguns destes, não como pontos negativos mas, sim como apontamentos da opção estética. Pois o pouco que estava em cena, por exemplo, foi útil e isso é válido. Em resumo, o que é apresentado é compatível entre si.

Por fim, pra quem a conhece, é uma honra de espetáculo, pra quem não, uma oportunidade: cênica e literalmente poética.




Hora que Passa

Vejo-me triste, abandonada e só
Bem como um cão sem dono e que o procura
Mais pobre e desprezada do que Job
A caminhar na vida amargura! 

Judeu Errante que a ninguém faz dó!
Minh’alma triste, dolorida, escura,
Minh’alma sem amor é cinza, é pó,
Vaga roubada ao Mar da Desventura!

Que tragédia tão funda em meu peito!...
Quanta ilusão morrendo que esvoaça!
Quanto sonho a nascer já desfeito!

Deus! Como é triste a hora quando morre...
O instante que foge, voa e passa,,,
Friozinho d’água triste...a vida corre...


Livro de Sóror Saudade – Florbela Espanca

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Mexicanismos (Expressões que misturam gírias e palavrões!) 2


gí·ri·a 

(origem controversa)

substantivo feminino
1. Linguagem característica de um grupo profissional ou sociocultural. = JARGÃO
2. Linguagem usada por determinado grupogeralmente incompreensível para quem não pertence ao grupo e  que serve também como meio de realçar a sua especificidade.
3. Linguagem considerada grosseira ou rude. = CALÃO


"gíria", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/DLPO/g%C3%ADrias 


She loves you, yeah yeah yeah

 Pois bem muchachos, após a primeira postagem sobre o tema, trago mais algumas típicas gírias mexicanas, ou melhor dizendo meus adoráveis mexicanismos:




[Imagens da Internet]

 Algo próximo no português:
(não é uma tradução literal)
Péra!

Pérate, que en un rato me salgo / Espera que jájá eu saio.









Que porr*?
Ah vá! Por que não?


- No voy a la fiesta hoy.
- ? Por qué chingaos no ? / 
- Não vou a festa de hoje.
- Mas que merda, porquê? 








Sem dúvidas!
Com certeza!
Sim, sim!


Me voy a México! !A HUEVOOO! /
Vou para o México! UHULLL!












Presta atenção!
Cuidado!



Aguas wey! /
Cuidado cara!










y lluego? Curtiu?! 
 Veja a primeira parte desta postagem AQUI 


p.s.: As músicas que te recebem em nossa página são em homenagem a vida e morte do comediante mexicano Chespirito.



segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

A União das Repúblicas [VÍDEO]

Resultado do trabalho kamilitcha del 8 na UNIÃO DAS REPÚBLICAS 2014 (Maringá, PR)

>> Fiesta
>> Party






Tá afim de uma produção, um audio-visual para sua empresa, formatura, festa, casamento, evento bacana como este?

Entre em contato com a gente ;)






sábado, 6 de dezembro de 2014

Morre Chespirito aos 85 anos


Após desmentir diversas manchetes duvidosas ao longo dos últimos cinco anos, dessa vez não tivemos tanta sorte:


Morreu no dia 28 de novembro de 2014 um dos maiores "fabricantes do sorriso". Palhaço, ator, diretor (...) o artista, gênio, criador dos êxitos Chaves, Chapolin, El Chanfle, Chompiras e demais outros personagens queridíssimos em toda extensão da América Latina - desde a década de 70 - 
Roberto Gomes Bolaños, o mexicano ilustre, aos 85 anos partiu da cidade de Cancún ao céu.  





É inevitável não lamentar a perda, afinal como já disse inúmeras vezes, este senhor e sua produção tem um altíssimo nível de culpa por essa minha cumplicidade com o povo mexicano, por meus interesses e ainda pela paixão pelo cômico, comunicação e arte: por estar em uma graduação de teatro! Entre outros, como o nome do nosso blog, por exemplo (Chavo del 8 - Kamila del 8).


"O meu super herói favorito nunca foi o Super Homem ou o Batman... Quem eu sempre curti mesmo foi Chapolin Colorado!" Kamila Favero, del 8.



Muitas pessoas me perguntam como eu não busquei conhecê-lo enquanto estive no México. Em resumo, os dias que estavam reservados para tal aventura que já estava mapeada (quando fui conhecer Cancún, onde vivia Chespirito) foi uma época realmente muito difícil. Acontecimentos no Brasil (com minha amiga) tiraram minhas forças para encarar tal missão. Pensei que haveria uma outra oportunidade, mas não foi bem assim...  


Se esse item da minha lista de desejos tivesse sido apontado como concluído, seria preenchido por um grande abraço, junto com um sorriso meio amarelo e desconcertado, mas em parceria de um sincero e gigante "gracias"!



Eu não te conheci ("não fomos apresentados"), mas agora, aí de cima, de onde se pode ver tudo, quem me conhece é você Roberto! 

SALUDOS de una gran amiga de Brasil!

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

TRILHANDO [Maringá-Faxinal, PR]

Registros aventureiros (em trilhas) dos Cãibras [novembro 2014]:



E N C O N T R O  d a s  T R I L H A S


Quando? 09/11/2014
Onde?  Maringá, Paraná, Brasil



Distância percorrida: 38 km de bike!
Paçocas degustadas:  4 rolhas 








C I R C U I T O  d a s  C A C H O E I R A S  

22/11: Pré trilha noturna Caimbras (morgando)



Quando? 23/11/2014
Onde? Faxinal, Paraná, Brasil
Distância percorrida: 11 km (caminhada)




MUTÔ BAUUUM! :))

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Dica de fim de ano: LISTAS


Eu sou uma pessoa que adora (muito) fazer listas. Escrevo pra não esquecer, pra me organizar.
Quando chega essa época de fim de ano então, tenho uma tradição: fazer uma lista das coisas boas que aconteceram comigo durante todo o ano (das mais simples até as mais grandiosas!). É uma espécie de contabilidade, de reconhecimento da produtividade, ou não, do ano.
Vou enumerando o máximo de acontecimentos que recordo e depois, leio revivendo-os.

Atentar-se a isso proporciona uma sensação prazerosa e de satisfação.
E aí, vai tentar?
Fica a dica, ou melhor a lista rs ;) 





A próxima lista importante a se fazer ao meu ver (e que fique claro, tem que POR NO PAPEL, de preferência na primeira página da nova agenda: PRA NÃO SE ESQUECER ou correr o risco de deixar de lado!) São os objetivos do novo ano.

Enumere suas vontades (específicas ou não) e vá voltando durante os próximos meses a tal anotação, checando o que foi conquistado e quais serão os próximos.
Tudo é válido: lugares a conhecer, comportamentos a mudar, livros pra ler, novas experiências etc. 
É divertido e útil! 


É isso ae. Beijos ;)

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Álbum de fotografias! #minhaviagem


As férias estão chegando galera!! *COMEMORA!* 


E pra quem quer viajar mas, ainda não sabe pra onde ir, deixamos algumas boas sugestões por meio das fotos de nosso leitores:

#Disfruta #Desfrutem #MyTrip #MinhaViagem


Carla Araújo (Brasil) no Peru

Cidinha e esposo (Brasil) em Bruxelas

Grupo Meu CLOWN em Roma

Clauber (Brasil) em Cuba

Por fim, uma viagem mais que especial... meu papis César Favero em Maringá, fazendo uma visitinha pra mim! 



*
Mande sua foto pra gente! 
@kamilafavero  ou



{+} Veja as outras edições do nosso álbum:

VEJA AQUI
e AQUI


segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O BRASIL e seus diferentes "Brasis"

Essa semana me deparei com essa propaganda e me senti obrigada a compartilhar aqui com vocês:
Inteligente, bem feita e literalmente cultural, assim a defino. 
É uma bela apresentação de algumas das diferentes tradições desse nosso imenso Brasilsão. Acompanhada nada mais nada menos que do hino nacional brasileiro.  

Apreciem! Afinal, um pouco de nacionalismo é sempre bom ;]
#Enjoy 




>> A little of Brasil culture
>> Distintas culturas de Brasil en 33 segundos

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Castelo RÁ TIM BUM - A exposição

Plif Plof stil, a porta se abriu!



O   C A S T E L O


O Castelo Rá-Tim-Bum é um programa de televisão brasileiro não só de México kamila é feita rs produzido e transmitido pela TV Cultura. Voltado para o público infanto-juvenil e seguindo uma abordagem pedagógica, o programa estreou no dia 9 de maio de 1994 até deixar de ser produzido em 1997. Castelo Rá-Tim-Bum é considerado um dos melhores produtos audiovisuais da história da televisão brasileira. O programa já marcou audiência média de 12 pontos, a maior de qualquer outro programa educativo da TV Cultura. (Wikipédia)




A   E X P O S I Ç Ã O


A exposição, uma homenagem ao programa infantil da TV Cultura que em 2014 completa 20 anos do início de sua veiculação.

Concebida pela equipe do Museu da Imagem e do Som com apoio da TV Cultura/Fundação Padre Anchieta, a mostra é um tributo ao programa que é considerado um dos melhores produtos audiovisuais da história da televisão brasileira.

A exposição, que ocupa o primeiro e o segundo andares do Museu, é dividida em duas partes. Em uma delas, os visitantes podem conferir peças do acervo, muitas delas recuperadas e restauradas pelo MIS, como objetos de cena, fotografias, figurinos dos personagens e trechos do programa que até hoje são hit, como Lavar as mãos, música de Arnaldo Antunes. Depoimentos gravados pelos atores do elenco original especialmente para a exposição complementam esta parte. Em outra, uma experiência lúdica espera os visitantes, que podem literalmente entrar no Castelo. Para tanto, mais de dez ambientes, como o saguão e a biblioteca, estão recriados. O público também pode ver de perto bonecos originais, como o Gato Pintado, o monstro Mau, a cobra Celeste e as botas Tap e Flap. 
(Site MIS) 







c o m e n t á r i o s   K A M I L A  


Pois é, essa produção brasileira sempre fez MUITO a minha cabeça... Aliás, foi um dos grandes referenciais para eu escolher estudar teatro.  

Quanto a exposição, desde que eu vi a notícia da abertura já comecei a me programar para ir. Essa eu não ia perder! Vendo as fotos da galera que foi então, ficava morrendo de curiosidade e a vontade só aumentava! Por isso, peguei minha malinha, levei a Maria junto pra conhecer São Paulo e pulamos dentro do avião rs 


Chicos, eu parecia uma criança Haha, era mais ou menos assim: "Olha lá fulano!" "óóó ciclano!" "MEU DEUSS QUE LINDO!" "Ta ouvindo? que sommm que som é esse?!" 
Falava pulandinho, com os olhos brilhantes.
Não queria deixar passar nenhum detalhe! Afinal, fizeram uma incrível recriação dos espaços originais: impecável, lindíssimo! 
É literalmente uma volta a infância.



P.S.: Na lojinha do museu é possível comprar o disco com a trilha sonora do CASTELO comprei, canecas da exposição comprei, além de camisetas comprei, cadernos num comprei :(, e outros produtos.















O N D E  e  Q U A N D O?


* 16 julHO de 2014 até dia 25 janeiro 2015


MUSEU DA IMAGEM E DO SOM - SÃO PAULO SP
Terças a sextas das 11:00 às 21:00
Sábados - somente venda online 
Domingos e feriados das 09:00 às 20:00

p.s.: Devido ao sucesso, a data final já foi prorrogada duas vezes!




terça-feira, 4 de novembro de 2014

Convite!


Chicos chicos, seguinte: são três opções, escolhe aí o melhor dia pra você e já anota no lembrete do cel.
Leva junto o namorado, a mãe, amigo enfim, a companhia que você quiser.
Belezis? :)



Eu e minha turma estamos esperando vocês

Besitos e até lá!


domingo, 2 de novembro de 2014

Club Latino em São Paulo

Que a verdade seja dita:

Eu mal havia chego do México que triste, mi México te extraño! e já estava louca, com um verdadeiro fogo pra me meter em uma festa com muita música latina haha Quem me conhece sabe!
Mas, entretanto, porém, todaviiiia, o único lugar que eu tinha encontrado com o clima e as músicas ideais para requebrar "las caderas" era na minha própria casa, quando eu ligava meu radinho rs


Por isso, como tinha uma viagem pra São Paulo - SP marcada, resolvi pesquisar as opções que haviam por lá. A felicidade tomou conta do corpo da garota, pois haviam váááárias opções bacanas!



El Azucar



O club que escolhi para aproveitar la noche com a galera foi o AZUCAR, club cubano. O mesmo que chegou junto nas minhas expectativas!

MUITO MUITO BOM! Sentia um arrepio em cada música que tocava... parecia que eu estava novamente nas baladinhas Mexicanas que me fazem tão contente haha

Dançamos bachata, salsa, merengue e outros ritmos tropicais haha... 
A D O R E I ! Valeu muito a pena! #fikadika
ATÉ PROPUESTA INDECENTE TOCOU, GENTEE! (Marcela, Rubén, Luis.. me lembrei de todos <3) 



-

Que sea dicho la verdad:

Yo apenas llegué de México muy triste eso, mi México te extraño! y estaba así como loca, con un verdadero fuego, para meterme en una fiesta con mucha música latina jaja Quién me conoce sabe!
Pero, lo único despacio que yo había encontrado con el clima y las músicas ideales para mover las cadera fue en mi propia casa, cuando yo prendía mi radio jaja 


Por eso, como tenia planeado un viaje a São Paulo - SP, decidí buscar opciones que podrían haber por allá. La felicidad me llenó, porque habían muchaaas opciones chidas! 



El Azucar

El club que yo elegí pa'aprovechar la noche con mis amigos fue el AZUCAR, club cubano. El mismo que llegó a mis expectativas! MUY MUY MUY BUENO! No mames! 
Sentía um temblor en cada canción... me sentí de nuevo en los antros mexicanos que me hacen tan feliz jaja

Bailamos bachata, salsa, merengue y otros ritmos tropicales jaja... Me encantó ! Valió mucho la pena! 

HASTA HUBO PROPUESTA INDECENTE, MI GENTEE! (Marcela, Rubén, Luis.. me acordé de ustedes, hermososss <3) 


GRANDES AMIGOS <3
Maria (Bolívia), Raphael (Japão) e Kamila ;) 


"¿A donde se fue mi Kamila? Se fue para AZÚCAR!"