sábado, 28 de maio de 2016

PEDIDINHO

ATENÇÃO MEU POVO! PRECISO DA AJUDA DE VOCÊS: Por favor, cliquem nesse link http://www.estrella.com.br/hotsite/votacao/?enquete=140
e votem na foto "Kamila Favero" 
 
PORFIS. Ándale, nunca ti pidy nadaaaaaaaa!

Eu estou participando de um concurso: A votação é somente hoje e amanhã! BEIJOS


VOTEN POR MI, amigos latinos: "KAMILA FAVERO". besote!




quinta-feira, 26 de maio de 2016

Centro Cultural Parque das Ruínas, Santa Tereza - RJ

Feriado prolongado, preguiça de escrever gente. sérião.
APESAR DE QUE é tão lindo que nem tem como descrever bem rs

Vou soltar as images do passeio e vocês soltam a imaginação rs COMBINADO?
Eu também amo vocês, não me matem!

(Julgar pooode! sqn kkk)








Acompanhe a programação do Parque AQUI

Suspirita e seu Mundo Mexicano


Quantas vezes vimos esse país maravilhoso em nosso blog, não é muchachos?! É a razão da existência do mesmo. 
OH LORD, estamos com M U I T A S saudades! Infinitas pra ser mais exato! rs

 E é justamente por isso, que resolvemos trazer novas lembranças de lá, pra aquecer o coração de bons momentos! MÉXICO, TE QUIERO con todo mi alma!


 Vejamos:
APROVEITEM! Impossível não rir dessa figura rs BESOTES, queridões!


terça-feira, 17 de maio de 2016

SLAVA Snow Show *

O negócio é o seguinte, meus caros: Estou quase ficando louca com tanta opção cultural disponível nessa cidade.. OMG! Tenho recheado minha agenda com exposições, peças, eventos, mostras... me dá vontade de ir ver tudo haha SÉRIO! Minha conta de cartão só tem vindo *ingresso.com* 
HAHA A M O ! 
Tem dias que vou nos centros culturais de manhã e só volto de noite! MUITO BOM! Pra quem nunca vai, eu aconselho a provar rs 


EM CONTRAPARTIDA, tem muita coisa que me deixa #chatyada. Juro que antes de vir pra cá, planejei frequentar grupos de bike, fazer longas pedaladas, acampar muito, fazer trilhas nessas morreras, praiar.. ou seja, MERGULHAR meus dias nas paisagens lindas do Rio de Janeiro. MAS, NEM TUDO É COMO A GENTE QUER! E esse, é um assunto que dá um pano pra manga que ceis não temmmm ideia da tretaaaaaa! RIO DE JANEIRO tem milhões de opções aventureiras, mas, é pra poucos, mermão ... (fikadika) e digo em razão de INÚMERO FATORES. UMA HORA EU EXPLICO MELHOR, pq a revolta tá grandeee rapaixxxxx, preciso gravar um vídeo #revoltys haha 
O que já justifica a ausência dessas postagens ultimamente :( #mals


Enquanto isso, voltemos:
OLHA SÓ QUE ESTUPENDO! Descobri que o SLAVA estaria no Rio no mês de Abril/Maio. Não deu outra, sai correeeeeeendo atrás do meu ingresso!  Queria ver esse espetáculo desde 2012! 
Quando estive no México, em 2014, tive a oportunidade de ver, mas, por um imprevisto acabei não conseguindo comparecer. POR ISSO, desta vez, não perderiiiia mexxmu! #bora




Slava Polunin, é um artista russo. Um clown, conhecido por ser o criador dos espetáculos "Snow Show", "Diabolo" e de números para o Circo du Soleil.  


                                                 ~
Apesar de serem palhaços em cena, essa não é uma peça/show que você sai do teatro com a mandíbula doendo de tanto rir. O que temos em Slava Snow Show, é um banquete de surpresas, emoções e poetismo: literalmente somos envolvidos em um mundo mágico e imaginário, CHEIO de efeitos, brilhos, objetos gigantes... Tudo meio inusitado. São poucos "hahahaha" e muitos "UALLL! NOSSSAAA! OMG!" Realmente uma MEGA produção, encantadora para todos os públicos!  Nosostros amamos SLAVA <3 rs Dava pra assistir mais umas 3 vezes! haha PÕE O REPLAY, PLEASE kk
                                                 ~


Cena Final Slava Snow Show no Teatro Bradesco, Barra da Tijuca - RJ

@kamiladel8

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Rio Cultural

#PorOndeAndamos



Onde? Instituto Moreira Sales
Valor: Gratuito
Exposição - I n t e r e s s a n t e


 


A expo reúne a obra de quatro grandes fotógrafos brasileiros num período crucial para a formação da fotografia moderna brasileira – e para os destinos do país. Fruto de uma exposição inaugurada no Museum für Fotografie em Berlim, em setembro de 2013, o catálogo já fora lançado em alemão pela editora Kerber e agora ganha versão brasileira pelo IMS. (...) O catálogo estuda a obra fotográfica de José Medeiros (1921-1990), Thomaz Farkas (1924-2011), Marcel Gautherot (1910-1996) e Hans Gunther Flieg (1923-), todos com acervos pertencentes ao IMS. Nos textos reunidos no catálogo, quatro ensaístas examinam as diferentes noções de modernidade que se manifestam no trabalho dos fotógrafos, do fotojornalismo de Medeiros ao modernismo de Gautherot, da abstração de Farkas à fotografia industrial de Flieg – tudo isso contra o pano de fundo de um país em rápida e contraditória transformação.
IMS


* Aberto para visitação até 26 de fevereiro de 2017 




Onde? Museu de Arte do Rio
Valor: Gratuito no último domingo de cada mês e às terças. Nos demais dias: 10
Exposição - M U I T O  I n t e r e s s a n t e


A literatura e o design andando lado a lado! Muitas cores, muitos esquemas, diversos estudos. Não conhecia o trabalho de Dias e senti uma lástima por isso. A exposição causa uma curiosidade enorme no trabalho do mesmo: instalações, experiências e uma estrutura fascinante. "A exposição integra um dos principais focos do programa curatorial do museu, apresentar artistas cuja obra entra pouca circulação no Sudeste e revisar as narrativas da história da arte". MAR 




* Aberto para visitação até 10 de julho de 2016 


Onde? Museu de Arte do Rio
Valor: Gratuito no último domingo de cada mês e às terças. Nos demais dias: 10
Instalação - M U I T O  I n t e r e s s a n t e



Criada pelo artista e professor mexicano José Miguel Gonzáles Casanova, a instalação tem como objetivo principal fazer pensar a cerca daquilo que está para além da moeda monetária. "Se trata de dar visibilidade e ativar a comunicação de redes sociais com proposta de troca e reunião de saberes e experiências específicas que abram alternativas para viver à margem do capital pois, (...) Parece mais fácil imaginar o fim do mundo do que o fim do capitalismo." MAR

Acredito que a questão de uma maneira geral, não seja apenas crucificar o sistema, mas, sim, valorar os atos que não envolvam, em um primeiro momento, lucro. 

                                                                                                               

* Aberto para visitação 



Onde? Centro Cultural Parque das Ruínas
Valor: 30
Teatro - M U I T O  I n t e r e s s a n t e


 "Nada é o que parece ser."
Curiosa e inesperada, a peça "Camarão Azul" gira entorno do universo científico, tendo como princípio, objetivos patrióticos. Em cena, uma dupla está em uma missão espacial (inicialmente), e de uma forma leve, descontraída e lúdica faz com que certos questionamentos nos envolvam aos poucos. São eles, de uma forma resumida o individualismo x coletivo, a razão x emoção, alienação x subjetividade; real x criado; certo x o que é certo?; ilusão x real; fidelidade princípios. 
É literalmente um teste, um chacoalhão a respeito de nossa vida medíocre, fechada, pequena, repleta de pequenas ilusões inúteis. Uma construção que nos deixa abismado "Não é que faz sentido?!". 
O interessante é que não é maçante ou panfletária, nem se torna, muito pelo contrário, sem perceber, instiga e cativa.
Por fim, acho válido pontuar, que as saídas utilizadas no cenário/iluminação (que são básicos) foram muito criativas e cumprem sua função, além de representar o trabalho dos grupos com base no trabalho coletivo/cultural.  

Em minha opinião, muito boa pedida!    

* Temporada encerrada no Parque das Ruínas.




Onde? Praça Tiradentes
Valor: Gratuito
Evento - I n t e r e s s a n t e

Realizado pelo Instituto Casa do Choro com patrocínio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES - o 7º Festival Nacional de Choro reuniu cerca de 100 artistas e professores da área no mês de abril.  
O evento homenageou os 70 anos do compositor, pianista e arranjador Cristovão Bastos. 

Comparecemos no dia 23/04, a convite da Andréia Veber (coordenadora do curso de Artes Cênicas da UEM e professora no departamento de Música), para um encontro no encerramento do evento na Praça Tiradentes, dia nacional do Choro. Foram realizados shows durante todo o dia: o homenageado Cristóvão Bastos, o grupo Só Alegria, a dupla Mauro Senise e Gilson Peranzzetta, Adelson Viana e Kiko Horta, os convidados Jorge Cardoso, do Ceará, e Fernando César, de Brasília. Ao fim, a orquestra Furiosa Portátil, desceu do palco para uma marchinha pela praça.